Adoniran e Elis


Bruno Villas Bôas //

Foram poucas as homenagens até agora em recordação aos 30 anos sem João Rubinato (6 de agosto de 2010 – 23 de novembro de 1982), mais conhecido como Adoniran Barbosa. Claro que ainda há tempo para recordar o mestre nos próximos meses. E aqui vai uma humilde contribuição nossa.

O encontro abaixo aconteceu no bar da Carmela, no Bexiga, em São Paulo. O ano foi 1978. Dizem que Iracema, da música abaixo, foi uma noiva de Adoniran morta num atropelamento de automóvel. Mas também dizem que ele apenas leu a história no jornal e inspirou-se para fazer a letra.

Uma resposta para “Adoniran e Elis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s